Excertos, Excertos de livros, Reflexões

Do ser humano, velho e novos

Há pouco celebrei o meu aniversário. O que afinal consegui realizar em todos esses anos? De acordo com o clima do dia, a resposta é diferente: alguma coisa, quando estou bem, e nada, quando não estou tão bem. Provavelmente, a verdade está em algum lugar no meio.

Qualquer que seja o balanço disso tudo, não estou tão satisfeito assim. Poderia ter feito muita coisa melhor. E sobretudo, eu mesmo poderia e deveria ter sido uma pessoa melhor (seja lá o que isso signifique). Como até agora eu não o consegui, temo que nunca o consiga. Provavelmente é difícil para mim assumir a modéstia de uma dimensão humana, que inclua os erros e as fraquezas. Eu quero ser sábio, puro e sereno como um Buda… Mas não sou. Não consigo lidar especialmente bem com a vida, nem comigo. Tropeço frequentemente, eventualmente caio, levanto de novo e sigo adiante.

Em muitas tradições espirituais fala-se do “novo” homem, que depois de uma determinada experiência (p. ex. a iluminação) ou um determinado ritual (p. ex. o batismo) assume o lugar do “antigo”. Não vivenciei uma transformação desse tipo, provavelmente fiquei encalhado no estágio do “antigo” homem. Isso é tão grave assim?

Talvez não devamos transfigurar esse “novo” homem. Afinal, os grandes espíritos também são seres humanos como você e eu, e uma iluminação ainda não garante uma vida sem lados de sombra.

[…]

Erros e fraquezas remetem-me aos meus limites. Não gosto disso, mas é bom que seja assim. Os limites servem ao reconhecimento. Neles eu percebo que não sou perfeito ou onipotente, que não posso tudo e nem tenho tudo. Neles eu aprendo que preciso parar de “brincar de Deus”, como dizem os alcoólicos anônimos. Essa vaga já está preenchida. Eu posso ser humano. O que mais eu quero?

Lorenz Marti

MARTI, Lorenz . Do ser humano, velho e novo. In: MARTI, Lorenz. Como um místico amarra os seus sapatos: O segredo das coisas simples. 1. ed. Petrópolis: Vozes, 2008. p. 106-108.

dandelion-2648584_1920

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s